RÁDIO DIFUSORA AM 910

NOTíCIAS

/notícias

ASTC inicia a fiscalização de motofrete em Criciúma

Tharcila Werlich
Sem comentários

A partir deste sábado, dia dois, os profissionais que trabalham com motofrete vão ter que comprovar que estão dentro das leis de trânsito. Uma série de exigências devem ser cumpridas para exercer a profissão, como cursos de capacitação, uso de coletes com faixas reflexivas e protetores de pernas. Visando a segurança dos trabalhadores do ramo, a Autarquia de Segurança Transporte e Trânsito de Criciúma inicia a fiscalização dos prestadores deste tipo de serviço.

Os condutores que trabalham com motofrete devem se cadastrar na ASTC, onde os agentes da Autarquia vão verificar se o condutor está apto para realizar os serviços de frete. “Só preenchendo todos os requisitos o condutor vai poder retomar as suas atividades normais”, alerta o gerente de trânsito e transportes da ASTC, Thiago Fagundes. O gerente ainda lembra que os condutores podem realizar o curso no Sest Senat, órgão regulamentado pelo Departamento Estadual de Trânsito para tal. Lições de ética e cidadania, segurança e saúde são as bases do curso, que tem a duração de 30 horas.

A partir da semana que vem, a Autarquia começará a realizar blitze para coibir os motofretistas irregulares. Os requisitos para exercer a profissão são: ter 21 anos, habilitação de pelo menos dois anos na categoria A e possuir curso especializado. Os motofretistas que não estiverem de acordo com a lei estarão sujeitos a multa. Os valores largam de R$ 127,69 nos casos que se enquadrarem como infração grave e as gravíssimas podem chegar a R$ 191,54.

PUBLICIDADE
Formulário para Contato

Deixe seu comentário

Captcha
* Preenchimento obrigatório.